O Bolsa Família é um dos benefícios mais antigos e mais simbólicos para a população brasileira. Criado pelo Governo Federal no ano de 2003, o benefício se tornou uma fonte de renda consolidada do Brasil, e justamente por isso, ganha cada vez mais a atenção da alta cúpula dos governantes brasileiros.

O valor que a família recebe por mês é a soma de vários tipos de benefícios previstos no Programa Bolsa Família. Os tipos e as quantidades de benefícios que cada família recebe dependem da composição (número de pessoas, idades, presença de gestantes etc.) e da renda da família beneficiária.

Entretanto, antes de elencarmos o calendário de pagamentos do ano de 2020 do programa, precisamos explicar quanto cada pessoa pode receber através do benefício. Confira abaixo:

*Benefício básico: Pago apenas para as famílias extremamente pobres (renda mensal de até R$89,00).

*Benefícios variáveis (até cinco por família):

Benefício variável vinculado à criança ou adolescente de 0 a 15 anos. R$41,00 Pago às famílias com renda mensal de até R$178,00 por pessoa e que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 15 anos de idade em sua composição. É exigida frequência escolar das crianças e adolescentes entre 6 e 15 anos de idade.
Benefício variável vinculado à gestante R$41,00 Pago às famílias com renda mensal de até R$178,00 por pessoa e que tenham grávidas em sua composição. São repassadas nove parcelas mensais. O benefício só é concedido se a gravidez for identificada pela área da saúde para que a informação seja inserida no Sistema Bolsa Família na Saúde.
Benefício variável vinculado à Nurtiz R$41,00 Pago às famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenham crianças com idade entre 0 e 6 meses em sua composição, para reforçar a alimentação do bebê, mesmo nos casos em que o bebê não more com a mãe.
São seis parcelas mensais. Para que o benefício seja concedido, a criança precisa ter seus dados incluídos no Cadastro Único até o sexto mês de vida.

*Benefício Variável Vinculado ao Adolescente, no valor de R$ 48,00 (até dois por família): Pago às famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa e que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos em sua composição. É exigida frequência escolar dos adolescentes. (Saiba mais sobre esse compromisso aqui)

*Benefício para Superação da Extrema Pobreza, em valor calculado individualmente para cada família: Pago às famílias que continuem com renda mensal por pessoa inferior a R$ 89,00, mesmo após receberem os outros tipos de benefícios do Programa.

O valor do benefício é calculado caso a caso, de acordo com a renda e a quantidade de pessoas da família, para garantir que a família ultrapasse o piso de R$ 89,00 de renda por pessoa.

Calendário de pagamentos do Bolsa Família 2020

Vale lembrar que, a data de pagamento varia de acordo com o número final do NIS, número que consta na parte inferior do cartão do assegurado. Os pagamentos sempre começam a partir da segunda semana do mês. Confira o calendário abaixo:

Possíveis mudanças nas regras do Bolsa Família

O ministro da economia, Paulo Guedes, confirmou em uma reunião ministerial realizada na última segunda-feira (8), que o Governo Federal deve lançar o programa Renda Brasil para substituir o Bolsa Família logo após o fim da pandemia do novo Coronavírus.

A ideia de Paulo Guedes é que o programa seja mais abrangente do que o Bolsa Família, com a forte possibilidade de incluir até informais identificados pelo governo de Jair Bolsonaro e atualmente são beneficiados pelo auxílio emergencial de R$600.

A tendência é de que maiores detalhes sobre o novo projeto da equipe econômica do governo seja apresentada em até três meses.