A Caixa Econômica Federal anunciou na segunda-feira, 7 de junho, que voltou a oferecer alternativas de pagamento a quem fez um financiamento de imóvel junto ao banco, nas modalidades atreladas ao FGTS ou à poupança (SBPE). São opções de pausa ou redução das parcelas pendentes, que poderão ser solicitadas pelo cliente de forma online.

Apesar de ser uma solução a quem está com o bolso apertado em meio à pandemia de covid-19 - visto que é possível reduzir o valor das parcelas em 25% a 75%, por exemplo, ou adiar os pagamentos por até 6 meses -, o Cliente Caixa deve ficar atento aos juros que serão cobrados no retorno do pagamento.

"Essas medidas proporcionam às famílias a possibilidade de se reorganizarem para voltar a pagar integralmente a prestação mensal", disse a Caixa em nota.

Atualmente, a Caixa é líder nas linhas de financiamento de imóveis no Brasil e possui uma participação de mercado de 68% nesse tipo de operação. Até maio de 2021, o banco registrou um valor de R$ 523,1 bilhões de crédito imobiliário com uma base de 5,7 milhões de contratos.

Por sua vez, o financiamento atrelado à poupança (SBPE) chegou a R$ 29,6 bilhões considerando os cinco primeiros meses de 2021, um significativo crescimento de 112,9% na comparação com o mesmo período de 2020.

Tantos os números acima quanto as alternativas de pagamento dos financiamentos foram anunciados na segunda-feira, 7 de junho, pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em live com a imprensa.

Veja abaixo os detalhes divulgados sobre as opções de pagamento que podem ser solicitadas por quem fez um financiamento habitacional junto à Caixa, sendo elas: a pausa ou a redução das parcelas do financiamento.

A pausa do financiamento

Segundo a Caixa, agora é possível solicitar a pausa do pagamento de financiamentos habitacionais pelo prazo de até 6 meses. Entretanto, somente se o solicitante for:

  • Beneficiário do Auxílio Emergencial 2021 ou;
  • Cliente que esteja recebendo Seguro-Desemprego.

Para solicitar a pausa do pagamento do financiamento de imóvel, deve-se acessar o aplicativo (App) Habitacional Caixa e encontrar essa opção ou entrar em contato com o banco pelo número 0800 104 0104.

A redução das parcelas

A Caixa também anunciou uma outra alternativa de pagamento, que é destinada aos demais clientes que podem fazer o pagamento parcial do financiamento do imóvel. Dentre várias condições, a solicitação é feita pelo App Habitacional Caixa, veja quais são:

  • Redução das parcelas em até 25%, por 6 meses no máximo;
  • Redução de cada parcela em 25% a 74,99%, por até 3 meses. Neste caso, o cliente deve apresentar uma autodeclaração de perda de renda, segundo a Caixa;
  • Redução das parcelas do financimento acima de 75%, também sendo exigido neste caso documento que comprove a perda de renda.

Cuidado: pausar ou reduzir o financiamento da Caixa pode sair caro no final

É preciso destacar que após pausar ou reduzir as parcelas, o restante do financiamento será recalculado e integrado ao restante das parcelas, com cobrança de taxas e juros.

Desta forma, apesar de ser uma alternativa de curto prazo, a pausa e a redução das parcelas deixam o financiamento mais caro e o Cliente Caixa deve considerar isso durante a tomada de decisão. Veja o que diz a Caixa sobre o assunto:

"Os valores não pagos durante a vigência da negociação por pausa ou pagamento parcial, de acordo com o percentual escolhido, serão incorporados ao saldo devedor do contrato e diluídos no prazo remanescente. O contrato não está isento da incidência de juros remuneratórios, seguros e taxas. A taxa de juros e o prazo contratados inicialmente não sofrem alteração".