O AgroGalaxy (AGXY3), que entrou na bolsa de valores brasileira em julho deste ano por meio de oferta restrita, anunciou que assinou um contrato para comprar 80% da Agrocat Distribuidora de Insumos Agrícolas Ltda. por um valor inicial de R$ 180 milhões.

Segundo o documento oficial divulgado pelo AgroGalaxy, datado de 8 de setembro, o pagamento da Agrocat poderá contar com ajustes, antes ou depois do fechamento da negociação, o que inclui um pagamento complementar de até R$ 25 milhões a ser feito em determinadas circunstâncias.

AgroGalaxy fará acordo de acionistas

Além do pagamento inicial dos R$ 180 milhões, o AgroGalaxy disse que "firmará acordo de sócios da Sociedade Investida com os titulares da participação societária remanescente na Sociedade Investida, correspondente a 20% de seu capital social".

A conclusão da aquisição da Agrocat pela empresa AgroGalaxy agora depende de condições naturais a esse tipo de negociação, bem como precisa passar por aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o Cade.

Além disso, a aquisição da Agrocat está sujeita ao disposto no artigo 256 da Lei das Sociedades Anônimas, que impõe a realização de assembleia de acionistas da empresa compradora. Pelo documento divulgado, o AgroGalaxy disse que manterá os acionistas e o mercado informados quanto à tramitação da operação.

"A eventual conclusão da Aquisição ora anunciada, representará mais um importante passo da Companhia em sua estratégia de crescimento inorgânico e consolidação, reforçando seu objetivo de ser uma das maiores plataformas de varejo de insumos agrícolas e serviços voltados para o agronegócio brasileiro.", disse o Diretor Financeiro e de Relações com Investidores do AgroGalaxy, Maurício Puliti, por documento oficial.

Um pouco sobre a Agrocat, futura nova empresa do AgroGalaxy

Criada em 1998 com sede em Tangará da Serra, cidade de Mato Grosso, a Agrocat é uma empresa que veio ao mercado agro brasileiro como uma comerciante de defensivos agrícolas e tornou-se uma plataforma integrada de soluções para o setor.

Hoje a Agrocat possui onze lojas ao todo - que em breve irão incorpar o portfólio da AgroGalaxy -, sendo 3 delas localizadas em Rondônia, e 8 unidades, no estado de Mato Grosso. Todas as lojas estão em regiões nas quais a AgroGalaxy ainda não chegou.

Cobrindo 90 cidades, a Agrocat tem um time de 150 colaboradores, dos quais 40 são consultores técnicos de venda. A área de atuação da empresa é equivalente a 4 milhões de hectares com atuação em diversas agriculturas, como de soja, milho, girassol e feijão.

Consierando os doze meses anteriores a junho de 2021, a Agrocat registrou um faturamento de R$ 835 milhões, onde R$ 518 mi vieram das atividades de insumos, e R$ 317 milhões são provenientes da venda de grãos.

- Veja o documento sobre a aquisição da Agrocat na íntegra.

Hoje a plataforma AgroGalaxy, liderada pelos investimentos do Fundo Aqua Capital e futura dona da Agrocat, mantém controle total de seis empresas de agronegócio, sendo elas: Agro Ferrari, Agro100, Rural Brasil, Grão de Ouro, Boa Vista e Sementes Campeã.

AgroGalaxy compra 80% da FZ após Oferta (AGXY3)

A AgroGalaxy fisgou parte de outro empreendimento nas últimas semanas, como uma medida de expansão. Segundo os registros oficiais, em agosto deste ano foi finalizada a compra de 80% da Ferrari Zagatto (FZ) por R$ 112,887 milhões.

O contrato para compra da FZ foi assinado em 11 de junho, sendo então uma negociação feita após a realização da oferta restrita. Fundada em 1988, a Ferrari Zagatto é uma varejista de insumos agrícolas que opera por meio de 14 lojas espalhadas em municípios do Paraná.

Por sua vez, a Oferta Restrita da AgroGalaxy, que é uma operação similar ao IPO com objetivo de levar a empresa à bolsa de valores (mas que é destinada a investidores profissionais), foi concluída recentemente. A estreia da empresa na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) ocorreu em 26 de julho com cada ação fixada a um preço inicial de R$ 13,75.

Pelo documento anunciado, a AgroGalaxy dizia que os recursos líquidos levantados na oferta restrita seriam usados em dois projetos:

  • Operações de fusão e aquisição; e
  • Promoção do crescimento orgânico e capital de giro.

Antes da Oferta Restrita, a AgroGalaxy tentou ir à B3 por meio de um IPO (sigla para Initial Public Offering), que é aberto a investidores em geral, mas ele foi interrompido.