Na hora de escolher em qual empresa investir, muitos investidores brasileiros levam em consideração o pagamento de dividendos. E brasileira Itaúsa (ITSA4), holding de empresas como o Itaú e a Alpargatas (Havaianas) é uma dessas companhias que está sempre na mira daqueles que querem aplicar algum dinheiro.

Isso porque além de ser uma empresa muito resiliente, que tem um portfólio diversificado que lhe dá uma ótima estabilidade, ela costuma pagar dividendos com bastante frequência. Enquanto algumas empresas optam por fazer o pagamento em uma única parcela ao longo do ano, a Itaúsa paga valores menores, mas faz esse pagamento a cada três meses.

Abaixo vamos trazer mais detalhes sobre a política de remuneração da Itaúsa e, claro, o calendário de pagamentos de dividendos e de Juros sobre Capital Próprio (JCP) da empresa.

Política de Remuneração da Itaúsa

A Política de Remuneração aos Acionistas da Itaúsa determina que, todos os acionistas têm direito a receber os mesmos montantes, ou seja, na distribuição de proventos, ações ordinárias e preferencias têm a mesma remuneração.

Com base nisso, está determinado também que todos os acionistas da Itaúsa têm direito a receber ao menos 25% do lucro líquido apurado em cada exercício. Além dessa quantia, a administração pode deliberar a distribuição de dividendos e de Juros sobre Capital Próprio adicionais, sempre que o entender conveniente para a Itaúsa e/ou seus acionistas.

Como funciona o pagamento

O pagamento é trimestral, ou seja, acontece quatro vezes por ano. A Itaúsa paga R$ 0,02 por ação, ordinária ou preferencial, para acionistas com base em sua posição no último dia útil dos meses de fevereiro, maio, agosto e novembro.

Para os Acionistas registrados nos livros da Companhia, o pagamento é efetuado mediante crédito nas contas por eles indicadas. Já para os Acionistas registrados na Central Depositária da B3, o pagamento será efetuado diretamente é creditado diretamente à corretora por meio da qual o investidor aporta seu dinheiro na companhia.

Esse crédito acontece no primeiro dia útil dos meses de abril, julho, outubro e janeiro. O próximo pagamento, portanto, será em outubro de 2021.

Histórico de dividendos

Veja as datas dos últimos pagamentos desde o início de 2020 até o momento:

Créditos: Divulgação/Itaúsa
Créditos: Divulgação/Itaúsa

Dividend Yield

Dividend Yield (DY) é uma expressão inglesa que traduzida literalmente significa rendimento do dividendo. É um índice criado para medir a rentabilidade dos dividendos de uma empresa em relação ao preço de suas ações.

Nos últimos 12 meses findos em 30 de junho de 2021, a Itaúsa declarou proventos brutos de R$ 2,5 bilhões. Com isso, os investidores que permaneceram como acionistas neste período farão jus ao recebimento de R$ 0,29669 por ação em dividendos e JCP pagos/declarados (brutos) que, divididos pela cotação da ação preferencial em 30 de junho de 2021, resultou em 2,7% de dividend yield.

No último relatório trimestral divulgado pela holding, ela destacou que, tendo em vista a redução no ritmo das atividades das empresas investidas no início da pandemia, as condições de mercado, bem como as medidas regulatórias (como a limitação temporária de distribuição de dividendos imposta pelo Banco Central do Brasil às instituições financeiras em 2020), houve diminuição do fluxo de caixa recebido pela Itaúsa, o que resultou na redução temporária nos dividendos pagos pela Companhia nos últimos 12 meses e, consequentemente, do dividend yield.

Próximas datas previstas

Veja as datas dos próximos pagamentos previstos:

Tipo Data Com Data de Pagamento Valor líquido por ação
JCP 24/05/2021 26/08/2021 R$ 0,0156400
JCP 27/04/2021 26/08/2021 R$ 0,0156400
JCP 25/03/2021 26/08/2021 R$ 0,0162180
JCP 03/03/2021 26/08/2021 R$ 0,0131376
JCP 13/08/2021 26/08/2021 R$ 0,0317390
DIV TRIMESTRAL 31/08/2021 01/10/2021 R$ 0,02000000
DIV TRIMESTRAL 30/11/2021 03/01/2022 R$ 0,02000000
DIV TRIMESTRAL 25/02/2022 01/04/2022 R$ 0,02000000

Fonte: Itaúsa.

O próximo pagamento de proventos da Itaúsa será, portanto, no dia 3 de janeiro de 2022.

A Itaúsa

A Itaúsa é uma holding brasileira de investimentos, de capital aberto, que tem mais de 45 anos de trajetória. Ela atua nos segmentos financeiro, bens de consumo e infraestrutura, e conta com um portfólio composto por marcas importantes, líderes em seus segmentos. São elas: Itaú Unibanco, Duratex, Alpargatas, Copagaz e Nova Transportadora do Sudeste (NTS).

Além disso, há ainda a perspectiva de ampliação desse portfólio já que, no início de 2021, o Itaú Unibanco aprovou desinvestimento de participação acionária na XP Inc. mediante cisão de empresas de seu conglomerado com versão de parte do seu patrimônio, resultando na criação de nova companhia, a XPart.

A constituição dela ainda aguarda aprovação do Federal Reserve (FED), o banco central americano, mas já foi assinado um acordo juntamente com o Itaú Unibanco Participações S.A, os acionistas controladores da XP e a XP, contendo os principais termos e condições que passarão a vigorar após a incorporação da XPart pela XP.