A Engie Brasil, listada na bolsa brasileira com a ação (EGIE3), registrou um lucro líquido de R$ 490 milhões no terceiro trimestre de 2020 (3T20), resultado 34% menor do que o registrado nesse período de 2019.

Segundo a empresa, a redução ocorreu devido a um aumento de R$ 303,2 milhões das despesas financeiras; um decréscimo de R$ 196,7 milhões do imposto de renda e da contribuição social; retração de 9,4% no Ebitda e redução de R$ 2,4 milhões da depreciação e amortização.

Já considerando os nove primeiros meses de 2020 (9M20), o lucro líquido da Engie Brasil é de R$ 1,76 bilhão, alta de 4,4% se comparado aos 9 meses de 2019.

No 3T20, a receita operacional líquida (ROL) ficou em R$ 3,208 bilhões, aumento de 28,7% frente ao terceiro trimestre do ano anterior.

O Ebitda do 3T20 foi de R$ 1,432 bilhão, apresentando uma redução de -9,4% na mesma comparação anual. No 3T20, os indicadores ROE (Retorno sobre o Patrimônio) e ROIC (Retorno sobre o Capital Investido) ficaram em 33,4% e 18,9% respectivamente.

Por sua vez, a dívida líquida da empresa ficou em R$ 11,206 bilhões no 3T20, sendo uma leve baixa de 0,2% em relação a essa fase do ano anterior.

Indicadores do 3T20 da Engie Brasil. Fonte: release.
Indicadores do 3T20 da Engie Brasil. Fonte: release.

No 3º trimestre de 2019, os custos operacionais eram de R$ 1,42 bilhão, mas subiram para R$ 2,04 bilhões no 3T20 em uma alta de 43,5% no período.

Produção de energia aumenta, mas vendas caem

Em meio à pandemia da covid-19, a produção bruta de energia elétrica das usinas operadas pela Engie Brasil cresceu 6,7%, entretanto, a quantidade de energia vendida caiu 4,3%.

Segundo a empresa, o volume de vendas diminuiu por causa da "redução do consumo de energia de clientes, motivada pela retração econômica provocada pela pandemia da Covid-19; por contratos que encerraram em 2019 no âmbito do Contrato de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado (CCEAR); pela atuação do Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits (MCSD) e pelo reconhecimento de ressarcimentos previstos nos contratos de ambiente regulado".

Resultado financeiro sobe no 3T20

Conforme o release divulgado, o resultado financeiro da Engie Brasil atingiu R$ 598,9 milhões no 3T20, o que é um crescimento de 102,5% na comparação anual.

Considerando os nove primeiros meses de 2020 (9M20), o resultado financeiro acumulou-se em R$ 1,15 bilhão, com salto de 44,9%.

Entretanto, as despesas financeiras ficaram em R$ 662,2 milhões no 3T20, em uma forte alta de 95% na comparação anual, sendo "consequência da variação dos índices inflacionários e da elevação do saldo médio da dívida entre os períodos em análise", explica a empresa.