A Mosaico (MOSI3) reportou seu primeiro resultado trimestral após o IPO feito em fevereiro deste ano. Segundo o relatório divulgado na última quinta (25), a empresa registrou lucro líquido de R$ 60,4 milhões em 2020, o que representa uma pequena queda de 5,5% em relação a 2019.

Entretanto, a receita líquida da Mosaico saltou 103% quando comparado a 2019, totalizando R$ 231,3 milhões em 2020. O ebitda, por sua vez, atingiu R$ 68,7 milhões em 2020, tendo um crescimento de 20,8% frente a 2019. No entanto, a margem do ebitda caiu 20,2 pontos percentuais nesse intervalo e foi para 49,9% em 2020.

A empresa também anunciou que teve um resultado financeiro negativo de R$ 4,2 milhões em 2020 devido, principalmente, ao pagamento de juros sobre o dinheiro pego para financiar a compra do Buscapé em 2019. "Esse empréstimo foi quitado com os recursos do IPO em fevereiro de 2021 e a companhia está capitalizada para o próximo ciclo de crescimento", disse o relatório.

Desde que a Mosaico divulgou os resultados, em 25 de março, as ações da empresa tiveram uma forte queda na bolsa de valores. Após um grande sucesso no IPO tendo quase 100% de valorização na abertura, os papeis recuaram nos últimos dias. Nos últimos dois pregões após o balanço, de 26 e 29 de março, os papeis de MOSI3 acumulam queda de 16%.

Recomendação de compra de MOSI3

Ainda assim, vários bancos acompanham o papel e recomendaram compra da Mosaico. Veja o que disseram os relatórios dos bancos sobre MOSI3:

  • XP vê a ação da Mosaico com preço-alvo de R$ 38,00, potencial de ganho de 90% em relação ao fechamento de hoje (R$ 20).
  • BTG Pactual estabeleceu preço-alvo de R$ 34,00 para a companhia ao final de 2021;
  • Itaú vê papel da Mosaico como "outperform" e eleva preço alto a R$ 39,00 em 2021.

Mosaico tem GVM de R$ 4,2 bi em 2020

O grande destaque do ano foi o Volume Bruto de Mercadoria (GMV, na sigla em inglês) gerado para as empresas parceiras da Mosaico, que totalizou R$ 4,2 bilhões em 2020, com um crescimento anual de 122,3%. "Esse desempenho é explicado pela aceleração causada pelos efeitos da pandemia da Covid-19 no mercado de comércio eletrônico no Brasil durante o ano de 2020; pela aquisição de Buscapé, consolidado a partir de novembro de 2019, com impacto cheio em 2020; e pela eficiência da Companhia, que manteve a intensidade de seus esforços na criação de conteúdo, melhoria da experiência do usuário e qualificação de tráfego", disse a empresa. Em 2019, o GMV foi de R$ 1,880 bilhão.

Segundo o relatório, a plataforma da Mosaico recebeu 960,5 milhões de visitas em 2020; uma alta de 125%. Por sua vez, as visitas não pagas cresceram 116,8% para 376,3 milhões em 2020.

Resultados do 4T20

Segundo o relatório divulgado, a Mosaico teve um lucro líquido de R$ 26,5 milhões no quarto trimestre de 2020 (4T20), o que representa uma queda de 57,2% em relação a esse período de 2019, com influência das despesas da compra do Buscapé.

De outro lado, a receita líquida da Mosaico ficou em R$ 70,6 milhões no 4T20, sendo uma alta de 29,5% m relação a esse período de 2019, como pode ser visto na tabela abaixo:

Fonte: RI/Mosaico.
Fonte: RI/Mosaico.