O Boletim Focus de 2022 divulgado nesse segunda-feira, dia 24 de janeiro, mostrou que a expectativa do mercado é de que a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nesse ano feche em 5,15%. Ou seja, a expectativa já é de que ela fique acima do teto previsto anteriormente.

O centro da meta de inflação para 2022, vale lembrar, é de 3,5%. Existe, porém, uma tolerância de 1,5 ponto percentual para mais e para menos a partir desse valor, de forma que o IPCA pode chegar até 5% sem passar o teto da meta. Porém, com a expectativa já em 5,09%, a meta já inicia o ano sendo ultrapassada, caso as expectativas se confirmem.

Em 2021,o centro da meta era de 3,75%, podendo variar entre 2,25% e 5,25%, porém, a inflação ficou bem acima disso, fechando o ano em 10,74%, segundo as informações divulgadas pelo IBGE até o mês de novembro de 2021.

Ainda segundo o boletim, para 2023, a expectativa atualmente é de que o IPCA fique em 3,40% e para 2024, o mercado prevê uma inflação de 3%. O mesmo para 2025.

Além do IPCA, o Boletim Focus também traz as expectativas do mercado para o Produto Interno Bruto (PIB) do país, para a Taxa Selic (taxa básica de juros do país) e para o câmbio com o dólar. E entre todos esses, o que mais chama a atenção nessa semana é o PIB, ele vêm caindo significativamente nos últimos meses, mas nessa semana, pela primeira vez registrou uma alta, ainda que muito pequena. Veja abaixo as informações sobre esses indicadores.

Quais as expectativas atuais para a Selic?

De acordo com esse segundo Focus divulgado, a Selic que encerrou 2021 em 9,25%, deve chegar a 11,75% ao ano em 2022. Essa informação representa um aumento em relação ao que foi divulgado há quatro semanas (11,50%), mas segue no mesmo patamar da semana passada.

Para 2023, a Selic deve voltar a faixa dos 8% ao ano e em 2024 e 2025, a perspectiva é de que ela fique em 7% ao ano.

A Selic é a taxa básica de juros da economia e é o principal instrumento de política monetária utilizado pelo Banco Central (BC) para controlar a inflação. Ela influencia todas as taxas de juros do país, como as taxas de juros dos empréstimos, dos financiamentos e das aplicações financeiras.

Entenda melhor a Selic com a imagem abaixo, disponibilizada pelo Banco Central:

Créditos: Divulgação/Banco Central
Créditos: Divulgação/Banco Central

E como fica o PIB e o Câmbio?

Já as expectativas para o PIB,ficaram estáveis da semana passada pra cá, se mantendo em 0,29%. Na última semana de 2021, a previsão era de um PIB de 0,42% em 2022. O maior problema desse crescimento baixo é a situação de recessão econômica vivida pelo país, e que vai se confirmando cada vez.

Para 2023, apesar de a expectativa de ser de um crescimento um pouco maior, foram registradas novas quedas, dessa vez de 1,75% para 1,69%. Para 2024 e 2025, o crescimento esperado segue sendo de 2%.

Já em relação ao câmbio RS/US$, o mercado está prevendo uma cotação de R$ 5,60 por US$ 1,00 em 2022. Para 2023 e 2024 espera-se uma cotação do dólar em R$ 5,50 e R$ 5,40 respectivamente. Em 2025, a expectativa, por hora, é de dolar a R$ 5,39.

O Boletim Focus

Divulgado semanalmente pelo Banco Central, o Boletim Focus ou Relatório Focus resume as estatísticas calculadas considerando as expectativas de mercado coletadas até a sexta-feira anterior à sua divulgação.

O relatório traz a evolução gráfica e o comportamento semanal das projeções para índices de preços, atividade econômica, câmbio, taxa Selic, entre outros indicadores. As projeções são do mercado, não do BC.

Histórico de 2022:

Confira abaixo o histórico de 2022 para IPCA, PIB, Câmbio e Selic (os dados serão atualizados semalmente):

IPCA PIB Câmbio Selic
03/01/2022 5,03% 0,36% R$ 5,60 11,50% ao ano
10/01/2022 5,03% 0,28% R$ 5,40 11,75% ao ano
17/01/2022 5,09% 0,29% R$ 5,46 11,75% ao ano
24/01/2022 5,15% 0,29% R$ 5,50 11,75% ao ano
Fonte: Boletim Focus/Banco Central/Poupar Dinheiro

- Você pode conferir todos os Boletins Focus já publicado, clicando aqui.