O Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual pela segunda vez consecutiva na quarta-feira da semana passada, dia 5 de maio. Agora, a taxa Selic está em 3,50% ao ano.

Além disso, o Copom também sinalizou que ainda deve promover outras elevações na taxa Selic nas próximas reuniões, inclusive uma elevação "no mesmo patamar" já na próxima reunião maracada para junho.

Com essas mudanças, surgem muitas dúvidas para os investidores. Por exemplo, quais são as empresas e setores mais beneficiados ou prejudicados na Bolsa de Valores? Ou então, como eles podem impactar seus investimentos? Qual a leitura do cenário macroeconômico daqui para frente?

Buscando responder essas perguntas o Poupar Dinheiro traz aqui uma análise feita pela Levante. Veja abaixo.

A inflação

Antes de saber quais são setores e empresas que tendem a ser mais afetadas por esse momento vivido, é importante saber algumas coisas relacionadas à inflação.

A inflação subiu 0,93% em março de 2021 na comparação com o mês imediatamente anterior, mas ficou abaixo das estimativas de mercado, cujo consenso apontava para uma alta de 1,03%.

Ainda assim, esse foi o maior resultado para um mês de março desde 2015, aponta o IBGE, quando foi registrada inflação de 1,32%.

No acumulado do ano, o IPCA subiu 2,05% e, em 12 meses, já fica acima do intervalo máximo (+1,5 ponto percentual) de tolerância da meta para o ano - fixada em 3,75% - com alta de 6,10% desde abril do ano passado.

A edição mais recente do Boletim Focus, divulgada no dia 3 de maio, mostrou uma aceleração nas projeções para a inflação. O IPCA previsto para 2021 subiu para 5,04% ante 5,01% da estimativa anterior, e acima dos 4,81% esperados há quatro semanas.

Assim, a Selic projetada para dezembro de 2021 passou para 5,50%. Há quatro semanas estavam sendo esperados até 5,00%. A projeção mais recente para a Selic em 2022 é de 6,00%.

Impactos da alta da Selic nos investimentos

Com base nessas informações, a casa de análise Levante aponta que essa alta da taxa de juros Selic deve ter pouco impacto na carteira de investimentos das pessoas físicas.

Segundo a analista, no cenário macro "a Inflação segue pressionada, com viés de alta no dólar, mas seguimos otimistas com a renda variável", diz o relatório.

Além disso, a Levante ressanta que "o maior risco é a situação das contas públicas e o ritmo da vacinação no Brasil que está bem abaixo da média mundial".

A boa notícia para os investidores pessoas físicas é que até o final de 2021 a reserva de emergência vai ter um rendimento um pouco maior (cerca de 5% ao ano).

"Indo direto ao ponto, não acreditamos que seja uma "volta da renda fixa" nos velhos moldes, especialmente os juros pós-fixados (CDI). A renda variável vai continuar a sua trajetória de crescimento, com aumento do número de investidores na B3 e maior alocação em renda variável (ações)", aponta o relatório.

Setores mais impactados

Veja abaixo quais são os setores que devem ser mais afetados.

POSITIVAMENTE: Seguradoras e Bancos

De acordo com a Levante, a alta da Selic beneficia diretamente as seguradoras, pois vai elevar o resultado financeiro proveniente dos rendimentos do caixa e das aplicações financeiras, que são majoritariamente investidos em renda fixa (CDI).

No caso dos bancos, o aumento da taxa de juros pode aumentar o "spread", com crescimento direto na margem financeira bruta dos bancos, além do crescimento do resultado da linha de seguros de sua própria carteira.

"Há também os ganhos provenientes das reservas da própria tesouraria do banco, que são as reservas de caixa da própria empresa para utilização e contingência de suas próprias operações, que também tem uma parte atrelada à taxa de juros da economia", destaca.

Veja abaixo quais são as seguradoras listadas na B3:

Razão Social Nome de Pregão Segmento
BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. BBSEGURIDADE NM
CAIXA SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. CAIXA SEGURI NM
CIA SEGUROS ALIANCA DA BAHIA SEG AL BAHIA
CONSORCIO ALFA DE ADMINISTRACAO S.A. ALFA CONSORC
IRB - BRASIL RESSEGUROS S.A. IRBBRASIL RE NM
PORTO SEGURO S.A. PORTO SEGURO NM
SUL AMERICA S.A. SUL AMERICA N2

Veja abaixo quais são os bancos listados na B3:

Razão Social Nome de Pregão Segmento
ALFA HOLDINGS S.A. ALFA HOLDING
BANCO BMG S.A. BANCO BMG N1
BANCO INTER S.A. BANCO INTER N2
BANCO MODAL S.A MODALMAIS N2
BANESTES S.A. - BCO EST ESPIRITO SANTO BANESTES
BCO ABC BRASIL S.A. ABC BRASIL N2
BCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. ALFA INVEST
BCO AMAZONIA S.A. AMAZONIA
BCO BRADESCO S.A. BRADESCO N1
BCO BRASIL S.A. BRASIL NM
BCO BTG PACTUAL S.A. BTGP BANCO N2
BCO ESTADO DE SERGIPE S.A. - BANESE BANESE
BCO ESTADO DO PARA S.A. BANPARA
BCO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S.A. BANRISUL N1
BCO MERCANTIL DE INVESTIMENTOS S.A. MERC INVEST
BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A. MERC BRASIL N1
BCO NORDESTE DO BRASIL S.A. NORD BRASIL
BCO PAN S.A. BANCO PAN N1
BCO PINE S.A. PINE N2
BCO SANTANDER (BRASIL) S.A. SANTANDER BR
BCO SOFISA S.A. SOFISABM
BRB BCO DE BRASILIA S.A. BRB BANCO
CHINA CONSTRUCTION BANK (BRASIL) BCO MULTIPLO S.A.
ITAU UNIBANCO HOLDING S.A. ITAUUNIBANCO N1
ITAUSA S.A. ITAUSA N1
PARANA BCO S.A. PARANA

NEGATIVAMENTE: Construção Civil

O aumento da Selic também pode afetar a demanda por imóveis no médio prazo. Existe a possibilidade de um aumento no custo do financiamento imobiliário devido à esperada elevação da taxa Selic até o final de 2021 (projeção de 5% ao ano no período).

A Levante destaca que o perfil de crédito concedido nesses casos é de longuíssimo prazo, e por isso uma alteração mínima nas taxas de juros de financiamentos tem impactos significativos no valor final total do pagamento a ser realizado pelo comprador do imóvel. Isso gera um aumento no valor das parcelas em mesma proporção.

"Olhando para o contexto atual especificamente, as grandes construtoras seguem com ritmo acelerado de obras e lançamentos, a fim de aproveitar ao máximo esta demanda aquecida para vender o quanto antes e capitalizar este ciclo do setor aquecido.

Porém essa forte demanda por materiais de construção e disputa cada vez mais acirrada por terrenos em boa localização, vem aumentando cada vez mais os custos de obras, ajudado pelo ciclo positivo de commodities e câmbio nas alturas, que tornam o aço e cimento, entre outros insumos, cada vez mais caros.

Com um possível movimento de alta no custo dos financiamentos (enxugando a demanda gradualmente), número alto de lançamentos e custos em trajetória ascendente, o cenário não se pinta como tão favorável para o setor no médio prazo, podendo gerar uma disputa por compradores que podem minar as margens das construtoras", avalia a Levante.

Por outro lado, a casa de analise também ressalta que apesar de tudo o custo do financiamento imobiliário permanece em patamares historicamente baixos e que a demanda por imóveis saiu mais forte da pandemia, um cenário que é benéfico para as companhias, estimulando a população a realizar aquisições de imóveis próprios.

Veja abaixo algumas das empresas da construção civil listadas na B3:

Razão Social Nome de Pregão Segmento
ALPHAVILLE S.A. ALPHAVILLE NM
CONSTRUTORA ADOLPHO LINDENBERG S.A. CONST A LIND
CONSTRUTORA TENDA S.A. TENDA NM
CR2 EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS S.A. CR2
CURY CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. CURY S/A NM
CYRELA BRAZIL REALTY S.A.EMPREEND E PART CYRELA REALT NM
DIRECIONAL ENGENHARIA S.A. DIRECIONAL NM
EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. EVEN NM
EZ TEC EMPREEND. E PARTICIPACOES S.A. EZTEC NM
GAFISA S.A. GAFISA NM
HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A. HELBOR NM
INTER CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. INTER SA MA
JHSF PARTICIPACOES S.A. JHSF PART NM
JOAO FORTES ENGENHARIA S.A. JOAO FORTES
LAVVI EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. LAVVI NM
MELNICK DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO S.A. MELNICK NM
MITRE REALTY EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. MITRE REALTY NM
MOURA DUBEUX ENGENHARIA S/A MOURA DUBEUX NM
MRV ENGENHARIA E PARTICIPACOES S.A. MRV NM
PDG REALTY S.A. EMPREEND E PARTICIPACOES PDG REALT NM
PLANO & PLANO DESENVOLVIMENTO IMOBILIÁRIO S.A PLANOEPLANO NM
RNI NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS S.A. RNI NM
ROSSI RESIDENCIAL S.A. ROSSI RESID NM
TECNISA S.A. TECNISA NM
TEGRA INCORPORADORA S/A TEGRAINCOP
TRISUL S.A. TRISUL NM
VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. VIVER NM

Mas então, o que fazer?

Diversificar. Essa é a mensagem final do relatório da Levante e é o conselho que todo o grande investidor daria para aqueles que estão começando. É importante ter na carteira de investimento ações dos mais variados setores e segmentos. Às vezes um se beneficia e outro não, mas assim é possível manter um equilíbrio.

Além disso, a Levante aponta que mesmo com o valor alto do dólar - que nas últimas semanas até sofreu uma queda passando de R$ 5,73 no dia 12 de abril para R$ 5,24 neste domingo, 9 de maio - é importante ter um exposição na moeda norte-americana e em ações na Bolsa dos EUA, com visão de longo prazo.

Já no que se refere ao mercado local, "o "stock picking" (escolha de ações) será ainda mais importante em 2021, ou seja, mais do que ficar pensando na pontuação do Ibovespa no final do ano, é preciso saber escolher os setores e empresas que terão desempenho acima do índice daqui para frente", diz o relatório.