Mesmo que você não seja um investidor ou alguém que entende de economia e do mercado de ações, você com certeza já ouviu falar de Ibovespa. Ele costuma ser citado frequentemente, inclusive, nos principais noticiários brasileiros.

Mas afinal, o que é Ibovespa? É comum as pessoas que estão começando a se interessar pelo assunto o confundirem com a própria Bolsa de Valores do Brasil. É a mesma coisa? Já posso adiantar que não. Mas então, o que é isso? O que significa esse termo? Por que ele é tão importante?

Tudo isso e muito mais a gente vai explicar nesse texto. Abaixo você também vai encontrar uma lista atualizada das ações que fazem parte do Ibovespa. Aliás, a desde essa segunda-feira, 2 de maio, entrou em vigor uma nova carteira, sabia? Veja.

O que é o Ibovespa?

Ibovespa é a abreviação de Índice Bovespa, que é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na B3 - Brasil, Bolsa, Balcão. Ele é formado pelas ações com maior volume negociado nos últimos meses.

Ou seja, as principais ações do país estão dentro desse índice e se o Ibovespa está caíndo, significa que as ações de, pelo menos uma parte dessas empresas, devem estar sofrendo uma queda. Se, ao contrário, o Ibovespa sobe, significa que boa parte das ações está vivendo um bom momento, com suas cotações se valorizando.

Ele representa, portanto, uma média entre as ações mais negociadas na B3. Por isso, quando você lê a notícia de que a Bolsa de Valores subiu ou caiu tantos pontos, essa variação é um reflexo do desempenho médio das ações que compõe o índice, hoje em dia, cerca de 80 empresas.

E para que sua representatividade se mantenha ao longo do tempo, a composição da carteira teórica é reavaliada a cada quatro meses. Essa reavaliação é feita com base nos últimos 12 meses onde são verificadas alterações na participação de cada ação.

Vamos falar um pouco mais sobre o método de seleção das ações, mais abaixo. Antes, porém, é interessante explicar que a confusão que se faz entre o Ibovespa e a própria B3, tem origem em seu nome.

Quem é novo nesse mercado talvez não saiba ou não lembre que antes de ser B3, a bolsa do Brasil chamava-se BM&F Bovespa, abreviação para Bolsa de Valores de São Paulo. O Ibovespa, portanto, era o índice da Bolsa de Valores de São Paulo. Porém, não a bolsa propriamente dita, entendeu?

Hoje, com a Bolsa de Valores do Brasil sendo chamada de B3, fica mais claro que a B3 é uma coisa e o Ibovespa é outra. Aliás, já que estamos falando de história, vamos conhecer um pouquinho mais da história do Ibovespa.

Como surgiu o Ibovespa?

Na B3, os investidores podem negociar ações de aproximadamente 500 empresas diferentes, que são afetas pelo mercado nacional e mundial de formas diferentes. Tendo isso em mente e buscando um indicador que representasse de uma forma um pouco mais geral o comportamento do mercado é que surgiu o Ibovespa.

Sua metodologia foi criada com o primeiro índice da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, desenvolvida pelo Prof. Mário Henrique Simonsen e equipe em 1962. Em 1966, Luís Sérgio Coelho de Sampaio, Superintendente Técnico, concebeu e implantou várias alterações metodológicas no antigo índice. Em janeiro de 1967 inicia-se o IBV - Índice da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, cuja metodologia foi adotada pela Bolsa de Valores de São Paulo na implantação do índice Bovespa em janeiro de 1968.

A primeira carteira do Ibovespa abrangia 18 blue chips. Na segunda carteira, houve a expansão para 27. Veja quais foram as primeiras empresas listadas no índice (você vai reconhecer algumas delas):

  • Banco da América
  • Banco Comercial do Estado
  • Banco do Comércio e Industria (ações preferenciais)
  • Banco do Estado de São Paulo
  • Banco Federal Itaú Sul Americano
  • Aços Villares (ações preferenciais)
  • Alpargatas
  • Companhia Antarctica Paulista
  • Arno
  • Casa Anglo Brasileira
  • Cimaf
  • Cimento Portland Itau (ações ordinárias e preferenciais)
  • Companhia Docas de Santos
  • Duratex (ações preferenciais)
  • Industrias Villares (ações ordinárias e preferenciais)
  • Kibon
  • Lojas Americanas
  • Manufaturas de Brinquedos Estrela (ações preferenciais)
  • Companhia Melhoramentos de São Paulo
  • Moinho Santista
  • Companhia Paulista de Força e Luz
  • Ref. Expl. de Petróleo União (ações preferenciais)
  • Companhia Souza Cruz
  • Companhia Vale do Rio Doce
  • Willys (ações ordinárias)

Em maio de 1971 o índice registrou um pico de cotações (boom) com as ações se valorizando no período de janeiro de 1968 a 1971, 12 vezes em termos reais (descontada a inflação conforme IGP-DI da Fundação Getúlio Vargas). Essa época ficou conhecida como "milagre brasileiro".

Após a alta, o mercado sofreria com o estouro da bolha especulativa nas Bolsas do Rio de Janeiro e São Paulo, conhecido como "Crash de 1971", com um longo período de declínio das cotações do Ibovespa que chegou ao nível mais baixo desse período em janeiro de 1973.

Entre 1977 a 1982 o índice flutuaria em patamares ainda mais baixos até que em 1983 ocorreria o início de um boom vigoroso que atingiria o pico em abril de 1986 (subida real de 988,46% em 35 meses) mas que, assim como o "crash" de 1971, seria sucedido por um novo processo de baixa vertiginosa em 1987.

A bolsa registrou grandes baixas com a "crise de 2008" e em 2014 com o início de uma recessão (2014-2016) novas perdas foram registradas. Após quedas sucessivas nos governos de Dilma Rousseff, o Ibovespa registrou ganhos com reformas que iniciaram no governo Michel Temer.

Em 2019, a bolsa atingiu 100.000 pontos. Em 2020, a Pandemia causada pelo Coronavírus derrubou bolsas mundiais, o índice brasileiro foi fortemente afetado, a queda fez a bolsa sair de seu recorde nominal (118.000) e atingir a sua minima (66.000) em 3 de abril de 2020.

Porém, em 2021, com a retomada das atividades econômicas, o Ibovespa voltou a subir e chegou a um novo recorde de 130.776, registrados no dia 7 de junho. Veja mais estatísticas históricas clicando aqui.

Quais ações fazem parte do índice hoje?

Entre os dias 2 de maio e 2 de setembro de 2022 estará em vigor a carteira com as seguintes ações e os seguintes pesos:

Código Ação Tipo Qtde. Teórica Part. (%)
RRRP3 3R PETROLEUM ON NM 200.372.163 0,439
ALPA4 ALPARGATAS PN N1 201.257.220 0,199
ABEV3 AMBEV S/A ON 4.380.195.841 3,136
AMER3 AMERICANAS ON NM 596.875.824 0,700
ASAI3 ASSAI ON ED NM 794.531.367 0,606
AZUL4 AZUL PN N2 327.741.172 0,351
B3SA3 B3 ON NM 5.987.625.321 3,778
BIDI11 BANCO INTER UNT N2 577.852.934 0,428
BPAN4 BANCO PAN PN N1 341.124.068 0,149
BBSE3 BBSEGURIDADE ON NM 671.629.692 0,848
BRML3 BR MALLS PAR ON ED NM 828.273.884 0,381
BBDC3 BRADESCO ON EJ N1 1.516.726.535 1,132
BBDC4 BRADESCO PN EJ N1 5.160.570.290 4,688
BRAP4 BRADESPAR PN ED N1 251.402.249 0,348
BBAS3 BRASIL ON NM 1.420.530.937 2,404
BRKM5 BRASKEM PNA N1 264.975.728 0,552
BRFS3 BRF SA ON NM 1.076.512.610 0,724
BPAC11 BTGP BANCO UNT N2 1.301.655.996 1,481
CRFB3 CARREFOUR BR ON ED NM 410.988.561 0,419
CCRO3 CCR SA ON NM 1.115.693.556 0,681
CMIG4 CEMIG PN EDB N1 1.448.479.060 0,757
CIEL3 CIELO ON NM 1.144.359.228 0,197
COGN3 COGNA ON ON NM 1.828.106.676 0,222
CPLE6 COPEL PNB ED N2 1.563.365.506 0,537
CSAN3 COSAN ON NM 1.171.063.698 1,165
CPFE3 CPFL ENERGIA ON ED NM 187.732.538 0,306
CMIN3 CSNMINERACAO ON ED N2 1.120.593.365 0,284
CVCB3 CVC BRASIL ON NM 224.231.429 0,141
CYRE3 CYRELA REALT ON ED NM 281.609.283 0,203
DXCO3 DEXCO ON NM 295.712.871 0,191
ECOR3 ECORODOVIAS ON NM 339.237.914 0,112
ELET3 ELETROBRAS ON EDR N1 358.028.908 0,699
ELET6 ELETROBRAS PNB EDR N1 242.987.127 0,472
EMBR3 EMBRAER ON NM 734.588.205 0,523
ENBR3 ENERGIAS BR ON NM 230.931.405 0,245
ENGI11 ENERGISA UNT N2 248.477.689 0,587
ENEV3 ENEVA ON NM 1.257.479.978 0,853
EGIE3 ENGIE BRASIL ON NM 255.217.329 0,535
EQTL3 EQUATORIAL ON ED NM 1.100.513.485 1,365
EZTC3 EZTEC ON NM 101.618.236 0,082
FLRY3 FLEURY ON NM 303.373.882 0,221
GGBR4 GERDAU PN N1 1.097.534.498 1,524
GOAU4 GERDAU MET PN N1 698.275.321 0,397
GOLL4 GOL PN N2 167.095.214 0,122
NTCO3 GRUPO NATURA ON NM 834.914.221 0,760
SOMA3 GRUPO SOMA ON ED NM 489.316.435 0,291
HAPV3 HAPVIDA ON NM 4.454.692.382 1,980
HYPE3 HYPERA ON NM 410.253.528 0,753
IGTI11 IGUATEMI S.A UNT ED N1 180.013.980 0,185
IRBR3 IRBBRASIL RE ON ATZ NM 1.255.286.531 0,166
ITSA4 ITAUSA PN N1 4.736.140.654 2,173
ITUB4 ITAUUNIBANCO PN EJ N1 4.781.077.143 5,737
JBSS3 JBS ON NM 1.290.736.673 2,414
JHSF3 JHSF PART ON NM 305.915.142 0,100
KLBN11 KLABIN S/A UNT N2 812.994.397 0,867
RENT3 LOCALIZA ON ED NM 594.670.317 1,568
LCAM3 LOCAMERICA ON ED NM 321.385.288 0,373
LWSA3 LOCAWEB ON NM 418.965.264 0,147
LREN3 LOJAS RENNER ON NM 977.821.540 1,156
MGLU3 MAGAZ LUIZA ON NM 2.896.234.638 0,670
MRFG3 MARFRIG ON NM 348.234.011 0,318
CASH3 MELIUZ ON NM 548.153.725 0,049
BEEF3 MINERVA ON ED NM 260.409.710 0,175
MRVE3 MRV ON NM 294.647.234 0,154
MULT3 MULTIPLAN ON N2 272.718.548 0,332
PCAR3 P.ACUCAR-CBD ON EJ NM 156.946.474 0,167
PETR3 PETROBRAS ON N2 2.706.334.382 4,498
PETR4 PETROBRAS PN N2 4.566.442.248 6,944
PRIO3 PETRORIO ON NM 839.159.130 1,090
PETZ3 PETZ ON ED NM 336.154.589 0,266
POSI3 POSITIVO TEC ON ED NM 78.053.723 0,029
QUAL3 QUALICORP ON NM 277.027.077 0,178
RADL3 RAIADROGASIL ON NM 1.071.076.905 1,084
RDOR3 REDE D OR ON NM 772.010.260 1,393
RAIL3 RUMO S.A. ON EX NM 1.216.056.103 0,976
SBSP3 SABESP ON EJ NM 340.001.934 0,764
SANB11 SANTANDER BR UNT 362.703.399 0,581
CSNA3 SID NACIONAL ON ED 642.398.790 0,675
SLCE3 SLC AGRICOLA ON ED NM 96.270.946 0,264
SULA11 SUL AMERICA UNT N2 283.167.854 0,372
SUZB3 SUZANO S.A. ON NM 726.779.281 1,873
TAEE11 TAESA UNT N2 218.568.234 0,485
VIVT3 TELEF BRASIL ON EDJ 413.890.875 1,077
TIMS3 TIM ON NM 808.619.532 0,553
TOTS3 TOTVS ON NM 519.851.955 0,817
UGPA3 ULTRAPAR ON NM 1.086.067.887 0,675
USIM5 USIMINAS PNA ED N1 514.680.651 0,293
VALE3 VALE ON NM 3.768.748.489 15,631
VIIA3 VIA ON NM 1.596.295.753 0,230
VBBR3 VIBRA ON ED NM 1.131.883.365 1,174
WEGE3 WEG ON NM 1.484.859.030 2,121
YDUQ3 YDUQS PART ON ED NM 300.833.122 0,238
Quantidade Teórica Total 96.626.612.142 100,000

Carteira de janeiro-abril 2022

Caso você tenha interesse, veja abaixo a carteira em vigor anteriormente, entre os meses de janeiro e abril de 2022:

VIRADA do IBOVESPA para Janeiro de 2022
COD. AÇÃO TIPO QTDE. TEORICA PART. %
RRRP3 3R PETROLEUM ON NM 199.733.824 0,3357
ALPA4 ALPARGATAS PN N1 167.963.777 0,3103
ABEV3 AMBEV S/A ON EDJ 4.359.908.680 3,3684
AMER3 AMERICANAS ON NM 397.635.158 0,6291
ASAI3 ASSAI ON NM 794.310.097 0,5157
AZUL4 AZUL PN N2 327.780.192 0,4000
B3SA3 B3 ON ED NM 6.065.856.318 3,3728
BIDI11 BANCO INTER UNT N2 577.852.934 0,8271
BPAN4 BANCO PAN PN EJ N1 341.124.068 0,1825
BBSE3 BBSEGURIDADE ON NM 671.629.692 0,6982
BRML3 BR MALLS PAR ON NM 834.170.584 0,3473
BBDC3 BRADESCO ON EDJ N1 1.378.842.305 1,1184
BBDC4 BRADESCO PN EDJ N1 4.691.427.537 4,5154
BRAP4 BRADESPAR PN N1 251.414.753 0,3147
BBAS3 BRASIL ON NM 1.420.530.937 2,0533
BRKM5 BRASKEM PNA N1 264.642.296 0,7641
BRFS3 BRF SA ON NM 811.759.800 0,9159
BPAC11 BTGP BANCO UNT EJ N2 1.301.655.996 1,3695
CRFB3 CARREFOUR BR ON NM 410.988.561 0,3140
CCRO3 CCR SA ON NM 1.115.693.556 0,6478
CMIG4 CEMIG PN EJ N1 1.114.214.662 0,7318
CIEL3 CIELO ON EJ NM 1.144.359.228 0,1307
COGN3 COGNA ON ON NM 1.828.106.676 0,2253
CPLE6 COPEL PNB N2 1.563.365.506 0,4973
CSAN3 COSAN ON NM 1.169.237.744 1,2706
CPFE3 CPFL ENERGIA ON NM 187.732.538 0,2523
CMIN3 CSNMINERACAO ON EJ N2 1.120.593.365 0,3784
CVCB3 CVC BRASIL ON NM 224.571.661 0,1509
CYRE3 CYRELA REALT ON NM 281.609.283 0,2226
DXCO3 DEXCO ON NM 295.712.871 0,2216
ECOR3 ECORODOVIAS ON NM 339.237.914 0,1244
ELET3 ELETROBRAS ON N1 358.028.908 0,5993
ELET6 ELETROBRAS PNB N1 242.987.127 0,4018
EMBR3 EMBRAER ON NM 734.558.205 0,9134
ENBR3 ENERGIAS BR ON NM 230.931.405 0,2422
ENGI11 ENERGISA UNT N2 248.477.689 0,5250
ENEV3 ENEVA ON NM 1.266.339.183 0,8977
EGIE3 ENGIE BRASIL ON EJ NM 255.217.329 0,4911
EQTL3 EQUATORIAL ON NM 1.010.511.085 1,1447
EZTC3 EZTEC ON NM 101.618.236 0,1041
FLRY3 FLEURY ON EJ NM 303.425.821 0,2734
GGBR4 GERDAU PN N1 1.097.534.498 1,4990
GOAU4 GERDAU MET PN N1 698.275.321 0,3981
GOLL4 GOL PN N2 167.096.202 0,1425
NTCO3 GRUPO NATURA ON NM 844.296.775 1,0757
SOMA3 GRUPO SOMA ON NM 489.194.623 0,3120
HAPV3 HAPVIDA ON EJ NM 1.306.955.040 0,6797
HYPE3 HYPERA ON EJ NM 410.253.528 0,5810
IGTI11 IGUATEMI S.A UNT EB N1 169.637.560 0,1535
GNDI3 INTERMEDICA ON NM 592.114.608 1,7904
IRBR3 IRBBRASIL RE ON NM 1.255.286.531 0,2528
ITSA4 ITAUSA PN EB N1 4.736.048.447 2,1190
ITUB4 ITAUUNIBANCO PN N1 4.780.002.924 5,0138
JBSS3 JBS ON NM 1.290.736.673 2,4542
JHSF3 JHSF PART ON NM 305.915.142 0,0855
KLBN11 KLABIN S/A UNT N2 812.994.397 1,0452
RENT3 LOCALIZA ON EJ NM 593.944.309 1,5772
LCAM3 LOCAMERICA ON EJ NM 324.522.975 0,3822
LWSA3 LOCAWEB ON NM 431.783.548 0,2847
LAME4 LOJAS AMERIC PN N1 851.922.523 0,2514
LREN3 LOJAS RENNER ON EJ NM 979.060.006 1,1988
MGLU3 MAGAZ LUIZA ON NM 2.896.234.638 1,0477
MRFG3 MARFRIG ON ED NM 348.234.011 0,3850
CASH3 MELIUZ ON NM 548.153.725 0,0889
BEEF3 MINERVA ON NM 254.073.639 0,1349
MRVE3 MRV ON NM 294.643.879 0,1771
MULT3 MULTIPLAN ON EJ N2 272.718.548 0,2557
PCAR3 P.ACUCAR-CBD ON NM 157.008.087 0,1709
PETR3 PETROBRAS ON N2 2.703.323.790 4,1581
PETR4 PETROBRAS PN N2 4.566.442.248 6,5092
PRIO3 PETRORIO ON NM 839.159.130 0,8690
PETZ3 PETZ ON EJ NM 301.553.522 0,2473
POSI3 POSITIVO TEC ON NM 78.053.723 0,0426
QUAL3 QUALICORP ON NM 277.027.077 0,2345
RADL3 RAIADROGASIL ON NM 1.071.076.905 1,3040
RDOR3 REDE D OR ON EJ NM 562.360.943 1,2631
RAIL3 RUMO S.A. ON NM 1.216.056.103 1,0820
SBSP3 SABESP ON NM 340.001.934 0,6844
SANB11 SANTANDER BR UNT 362.703.399 0,5448
CSNA3 SID NACIONAL ON 642.398.790 0,8043
SULA11 SUL AMERICA UNT EJ N2 284.771.028 0,3922
SUZB3 SUZANO S.A. ON NM 726.779.281 2,1888
TAEE11 TAESA UNT N2 218.568.234 0,3982
VIVT3 TELEF BRASIL ON EDJ 433.476.952 1,0466
TIMS3 TIM ON EJ NM 808.619.532 0,5327
TOTS3 TOTVS ON EJ NM 519.851.955 0,7459
UGPA3 ULTRAPAR ON NM 1.085.952.374 0,7911
USIM5 USIMINAS PNA N1 514.680.651 0,3909
VALE3 VALE ON NM 3.843.570.705 15,0132
VIIA3 VIA ON NM 1.595.895.585 0,4197
VBBR3 VIBRA ON NM 1.131.883.365 1,2136
WEGE3 WEG ON EJ NM 1.484.859.030 2,4536
YDUQ3 YDUQS PART ON NM 300.833.122 0,3098
QUANTIDADE TEORICA TOTAL 93.224.299.036 100,0000

Mais detalhes sobre o Ibovespa podem ser conferidos clicando aqui.

Como as ações entram e saem do Ibovespa?

Para definir os papéis que entram e saem, o mercado segue o manual de procedimentos, estabelecido em 2014 pela então BM&F Bovespa. Como já dito, as carteiras teóricas têm vigência quadrimestral, divididas ao longo do ano pelos períodos de janeiro a abril, maio a agosto e setembro a dezembro.

Cada nova lista passa a valer a partir da primeira 2ª feira do mês inicial da carteira (janeiro, maio ou setembro). No caso de não haver pregão na data estipulada, o início ocorre no dia seguinte. No fim do período de cada lista, a B3 divulga 3 prévias para as novas composições do índice.

A 1ª delas é divulgada no 1º dia útil do mês anterior ao de início da vigência, a 2ª prévia é publicada no pregão seguinte ao dia 15 desse mesmo mês, e a última prévia é divulgada no último dia de vigência da carteira anterior.

Critérios de seleção

Basicamente, podem compor o Ibovespa ações de companhias listadas na B3 e que se enquadram em quatro critérios de seleção. São eles:

  • presença em pregão de 95% no período de vigência das 3 carteiras anteriores;
  • participação em termos de volume financeiro maior ou igual a 0,1% no mercado a vista, no período de vigência das 3 carteiras anteriores;
  • valor de ação: não ser classificado como "Penny Stock" (ativo cujo valor médio ponderado durante a vigência da carteira anterior seja inferior a R$1,00);
  • índice de negociabilidade: estar entre ações que, no período de vigência das 3 carteiras anteriores, em ordem decrescente de índice de negociabilidade, representem em conjunto 85% do somatório total desses indicadores.

O índice de negociabilidade é calculado considerando fatores como número de negócios firmados para aquela ação, o volume financeiro que o papel possui no mercado e o número de pregões total do período analisado. Leia o cálculo no documento da bolsa de valores.

No caso da saída de um ativo da carteira, são levados em consideração mais ou menos os mesmos critérios e as ações saem do Ibovespa quando deixam de atender a dois dos critérios de inclusão.

  • índice de negociabilidade: estiverem entre os ativos que, em ordem decrescente de IN, estejam classificados acima dos 90% do total no período de vigência das 3 carteiras anteriores;
  • valor da ação: passarem a ser classificados como "Penny Stock";
  • situação especial: passarem a ser listados em situação especial, os quais serão excluídos ao final de seu 1º dia de negociação nesse enquadramento.

Onde acompanhar o Ibovespa?

Uma das formas de acompanhar o desempenho do índice é pelo site da própria B3, onde são disponibilizados gráficos e diversas informações sobre o índice.

Site da B3, onde é possível acompanhar o Ibovespa. Créditos: Reprodução/B3
Site da B3, onde é possível acompanhar o Ibovespa. Créditos: Reprodução/B3

Outra alternativa é utilizando o Google Finanças. Por meio dele também é possível ver as cotações, não apenas do Ibovespa, mas de ações específicas e de outros índices nacionais e internacionais.

Ibovespa, pelo Google Finanças. Créditos: Reprodução/Google
Ibovespa, pelo Google Finanças. Créditos: Reprodução/Google

Pra quem já é investidor e tem conta em alguma corretora, há ainda a opção de acompanhar o Ibovespa pelos aplicativos. As corretoras também costumas disponibilizar Home Brokers, as ferramentas de negociação de ações, que também podem mostrar o Ibovespa em tempo real.

Viu só? Opções é o que não falta.

Como investir no Ibovespa?

E se você gostaria de investir no Ibovespa, veja abaixo algumas:

Contratos futuros

Uma das formas é por meio de contratos futuros do Ibovespa, uma forma de negociar as expectativas quanto ao desempenho do índice até uma determinada data. O código de negociação do Ibovespa na B3 é indicado pelas letras IND, e sua variação se dá em pontos, não em reais.

Nesse sentido, cada ponto do Ibovespa Futuro corresponde a R$1,00, e o tamanho do contrato será baseado nos pontos da cotação atual, multiplicado pelo valor de cada ponto.

Portanto, se hoje o índice vale 90 mil pontos, ele terá um valor equivalente a R$ 90 mil, mas isso não significa que esse será o montante pago pelo contrato, pois o rendimento desse tipo de operação é equivalente à diferença entre o valor acordado para a data de fim do contrato e o valor real nesse dia.

Por exemplo, se o contrato diz que o Ibovespa vai valer 10 mil pontos até o dia 30 de junho e, nessa data, ele estiver em 90 mil pontos, o investidor terá perdas. Agora, se o valor real no dia for maior do que o acordado em contrato, ele terá ganhos.

ETFs

Os Exchange Traded Funds (ETFs) são fundos de investimentos de ações, ou seja, fundos que repliquem o índice da carteira teórica do Ibovespa.

Basicamente, o que o investidor precisa fazer é comprar cotas do ETF direto pela B3, permitindo que se façam negociações com boa liquidez, baixo custo e diversificação, considerando a variedade de ações envolvidas.

Ao investir em um fundo que replica a carteira do Ibovespa, você estará aplicando seu dinheiro nas ações mais negociadas da Bolsa de Valores brasileira, o que é uma oportunidade para quem quer começar a aplicar em renda variável.

Hoje há um bom número de opções de ETFs ligados ao Ibovespa. Alguns deles são: BOVV11, BOVA11, BBOV11, IBOB11, XBOV11, BOVB11, SAET11 e BOVX11.

Ações

Além disso, outra forma de investir, ainda que de uma forma mais indireta, no Ibovespa, é comprando ações de empresas que fazem parte do índice. Você não está replicando o índice, propriamente dito, mas muitos investidores se baseiam no índice na hora de escolher uma ação para investir porque as empresas listadas no Ibovespa estão ali por seu bom desempenho, afinal de contas.

Então é isso! Esperamos ter te ajudado a entender um pouco melhor o Índice Bovespa.

Se gostou desse artigo, compartilhe em suas redes sociais para que ele ajude mais pessoas.